Pensatempos

Orlando Figueiredo


Deixe um comentário

Solstício

O solstício de Verão é o momento, no movimento aparente anual da esfera celeste, em que o Sol atinge a altura angular máxima, medida a partir da linha do equador. Celebrado pela grande maioria das tradições pagãs e xamânicas ao longo dos vários milénios da existência humana, é também conhecido por Litha na tradição celta. No hemisfério norte celebra-se por volta do dia 21 de junho e no hemisfério sul por volta de 21 de dezembro.
Este ano, no hemisfério norte, as celebrações do solstício de verão conduziram cerca de 21 000 pessoas às pedras anciãs de Stonehange para verem nascer o Sol no dia mais longo do ano. É um regresso à espiritualidade da Terra, à Pacha Mama dos Quíchua, à Gäia dos Gregos ancestrais, à Bhūmī-Devī da Índia hindu (ou do hindustão, como os indianos preferem dizer), à Erecura celta, à Ceridwen galesa, à Vénus de Willendorf…

O regresso à celebração do feminino em falta neste mundo patriarcal.

As fotos (há mais aqui) testemunham um festival espontâneo ligado à simplicidade e à frugalidade de quem comunga com as suas origens e está liberto da moralidade castradora e hipócrita das celebrações mais tradicionais.

É a celebração da liberdade.

De repente…

tudo é livre,

tudo é excelente,

tudo é perfeito!

***


Deixe um comentário

Tertúlias dos Anjos

As Tertúlias dos Anjos decorrerão quinzenalmente, às 5ºas feiras, no salão do Clube Recreativo dos Anjos (Rua dos Anjos, 17), das 19-21h, visando levar à comunidade o debate sobre temas actuais, num espírito de conversa franca e informal. Pretende-se promover a informação, a formação e o despertar da consciência cívica a respeito de grandes questões da realidade nacional e do mundo contemporâneo.

Apresentamos a programação até Abril:

14 de Fevereiro

A senciência dos animais e a alteração do seu estatuto jurídico no Código Civil

– Inês Real (jurista, activista pelos direitos dos animais, fundadora e representante da Jus Animalium – Associação de Direito Animal)
– Daniela Velho (jurista)
– Paulo Borges (professor de Filosofia na Universidade de Lisboa, presidente do Partido pelos Animais e pela Natureza)


28 de Fevereiro

Participação dos cidadãos na política: para além da democracia participativa

– Carlos Miguel Sousa (ILC – Democracia Participativa)
– António Pinto (Movimento GerAções)
– Álvaro Fonseca (Movimento GerAções)


14 de Março

Ecologia superficial e ecologia profunda

– Orlando Figueiredo (professor, formador e doutorando no Instituto de Educação da Universidade de Lisboa, IEUL)
– Luís Humberto Teixeira (autor do livro “Verdes Anos – História do Ecologismo em Portugal (1947-2011)”)


28 de Março

A situação dos animais nos canis e gatis municipais

– Alexandra Pereira (médica veterinária municipal de Sintra e vice-presidente da Liga Portuguesa dos Direitos do Animal)
– Paula Pérez (vice-presidente do Partido pelos Animais e pela Natureza)


11 de Abril

A soberania alimentar. Soluções concretas para as cidades e para Lisboa

– Manuel Trindade (Universidade de Exeter, vogal da Direcção da Sociedade Portuguesa de Ética Ambiental)


24 de Abril (4ª feira, excepcionalmente)

A escola como espaço de emancipação intelectual

– Orlando Figueiredo (professor, formador e doutorando no Instituto de Educação da Universidade de Lisboa, IEUL)
– Pedro Reis (professor e sub-director do Instituto de Educação da Universidade de Lisboa, IEUL)


Organização: Paulo Borges, com o apoio da revista Cultura ENTRE Culturas

Entrada Livre

Rua dos Anjos, 17, Lisboa (Metro Intendente)

Veja o evento no facebook.